EXPOSIÇÃO RIO VEZ

EDUARDO PIMENTA

Por ocasião das celebrações dos 30 anos do CRAV (Clube de Rugby de Arcos de Valdevez) decidi marcar a data comemorativa com uma exposição complexa e no mínimo arrojada dada a logística que implicou: A premissa era a juntar o cenário idílico das águas cristalinas do Rio Vez com alguns dos melhores momentos que registei fotograficamente ao longo dos momentos em que acompanhei o clube de Rugby. Foram instalados painéis com 2×3 metros, com imagens impressas e colocadas em estruturas de ferro visíveis à superfície que giravam de acordo com a intensidade e direção do vento. Alicerçadas com bases submersas no fundo do rio em betão armado e com cerca de uma tonelada.

Só foi possível graças ao esforço comum de uma grande equipa comprometida que envolveu desde o engenheiro que ajudou a fazer os cálculos para as bases; ao empreiteiro e o seu pessoal que coordenaram a logística de transporte e colocação; ao tratorista que graças à sua experiência ajudou a colocar as bases no local previamente definido com um cabo de aço; à associação de canoagem que ajudou a medir as diversas profundidades do rio; ao serralheiro que, para além de fazer as estruturas, ainda se disponibilizou a ajudar a colocá-las nos locais; aos mergulhadores que nivelaram as bases no fundo do rio e a um grupo de pessoas que estiveram fortemente envolvidas para que tudo decorresse como planeado. Destaco particularmente e de uma maneira especial o meu grande amigo, o saudoso Ernesto Nascimento, que juntamente com o resto desta equipa colaboraram e apoiaram de uma forma muito especial na montagem e desmontagem da exposição. Uma pequena equipa que demonstrou uma enorme tenacidade e capacidade para a concretização desta exposição. O meu obrigado a todos!

Para que possam recordar o processo e o resultado final, deixo-vos algumas fotos da montagem dessa exposição assim como a ligação
https://www.youtube.com/watch?v=8pOFj8Nn_VY&ab_channel=epimentafotografo) onde podem reviver os momentos memoráveis que vão ficar para sempre retidos na minha memória como a exposição que mais entusiasmo me deu a idealizar e a concretizar. Espero que gostem.

You cannot copy content of this page